Manutenção de Poços   

Foto da ilustração: Leandro A Luciano/Hidrotec Poços Artesianos
Problema identificado: Obstrução da tubulação por ferro-bactérias.

Programa de Manutenção
Preventiva e Corretiva

:: Águas com excesso de metais

• Águas com excesso de ferro/manganês (amarelam) ou de cálcio/magnésio (duras).

• a presença de metais solúveis é muito comum em águas subterrâneas pelo ambiente redutor do subsolo. As águas ricas em Fe/Mn saem dos poços com o metal ainda na forma solúvel, apresentando cor e turbidez ainda dentro dos padrões. Após algum tempo de repouso na reservatório, elas reagem com o oxigênio dissolvido, precipitam e colorem a água de amarelo. O cálcio, ao precipitar pelas variações das condições de pressão e temperatura, vai provocar incrustações esbranquiçadas e precipitar sabões.

• A correção deste tipo de água pode ser feita através de estações de tratamento (ETAs) que irão precipitar os metais e removê-los pela decantação dos flocos formados pela ação de produtos químicos coagulantes. A água ainda passa por um polimento final que é a filtração e torna-se apta para consumo com os teores adequando-se aos exigidos pelo MS.

• A solução mais simples para o excesso de metais solúveis é a complexação. Produtos complexantes (PHOSLAN) são injetados na saída do poço através de bomba dosadora e corrigem a água nos aspectos de cor, turbidez, odor, gosto e capacidade de incrustação. Os produtos são à base de fosfatos e atóxicos. O excesso de ferro solúvel até 3 ppm também não faz mal a saúde, com exceção de pessoas alérgicas a presença do Fe. O esquema abaixo mostra como pode ser a aplicação dos complexantes em um poço tubular:

Esquema do tratamento da água de um poço com PHOSLAN

 

Autor: Geólogo Eugênio Pereira - System Mud Indústria e Comércio Ltda.
Referência Bibliográfica: Água Subterrânea e Poços Tubulares - CETESB 1974, Manual de Operação e Manutenção de Poços- DAEE - 1982.

 

Parceiros


Publicidade