Notícias   



Sistema Capivari de Anápolis vai receber R$ 103 milhões em investimentos

Aumentar o texto: A- | A+
Em Anápolis haverá um investimento de R$ 103 milhões no Sistema Capivari, e outros 15 milhões para realizar as ações emergenciais para não faltar água este ano. A afirmação é do presidente da Saneago, Jalles Fontoura, durante a 6ª Reunião Ordinária da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia), na última quarta-feira (31), onde falou sobre os recursos previstos e o andamento das obras na cidade. .

Esta é a quarta vez que Jalles Fontoura vai a Anápolis para falar sobre o fornecimento de água na cidade, além de rebater a municipalização do serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

O presidente da Saneago também afirmou que o município é o maior desafio da Empresa e que estão sendo adotadas várias estratégias para acabar com os problemas de água, como ações de redução de perdas; estudos para aumentar o fornecimento do Sistema Daia, administrado pela Codego; perfuração de poços artesianos; transposição do Rio Capivari para o Ribeirão Piancó; diálogo com produtores agrícolas da bacia do Piancó; e a liberação de Atestados de Viabilidade Técnica Operacional para retomar o crescimento da construção civil.

Jalles Fontoura também ressaltou que a municipalização dos serviços de saneamento não é a solução para a cidade. “A Saneago tem um conhecimento acumulado nessa área de água e esgoto. É a quinta maior empresa de saneamento do Brasil. É uma empresa rentável, tem patrimônio e tem capacidade de investimento, que é importante”, destacou. De acordo com ele, considerando que o índice de qualidade da água que a Saneago produz é excelente, e que a cidade de Anápolis possui uma boa oferta do produto, são necessários apenas alguns ajustes de gestão para que os problemas na cidade sejam resolvidos.

Esgoto

Sobre o esgotamento sanitário na cidade, o presidente declarou que esta também é uma preocupação da Companhia. “Até o ano que vem nós vamos universalizar o esgotamento sanitário em Anápolis”, garantiu.

De acordo com ele, as empresas contratadas para o serviço já estão prontas para iniciar as obras.

Comunicação Saneago

Leia mais em:
Fonte: www.goias.go.gov.br  

 » Notícias Relacionadas

  16-10-2017 Mesmo com poços artesianos, parte da população de São Mateus continua recebendo água salgada.
  16-10-2017 Após 15 dias suspenso, rodízio no abastecimento de água volta a ser adotado em Formiga.
  10-10-2017 SDR firma parceria com DNOCS, Iaepi e Agespisa para perfurar poços.
  06-10-2017 Audiência discute propostas para a mineração brasileira.
  28-09-2017 Crise hídrica não acaba com o início das chuvas, diz Adasa.
  15-09-2017 Água mineral que tem 100% do lucro revertido para projetos sociais chega à MT; arrecadação passa de R$ 600 mil.

 

Parceiros


Publicidade