Notícias   



Governo da Paraíba perfura poços na zona rural e investimentos já ultrapassam R$ 1 milhão em 2017

Aumentar o texto: A- | A+
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia e Diretoria de Recursos Minerais e Hidrogeologia (DRMH), vem dando continuidade na perfuração de poços em todo o estado da Paraíba. Este ano já foram perfurados 164 poços, o que representa um investimento superior a R$1 milhão.
Leia mais notícias no Portal Araruna Online
Os poços tubulares profundos estão sendo construídos com recursos próprios e do Fundo de Combate à Fome e Erradicação da Pobreza no Estado da Paraíba (Funcep-PB). De acordo com Deusdete Queiroga, secretário Executivo de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, além dos investimentos na construção das adutoras que atendem as cidades, o acesso à água na zona rural também é uma preocupação do Governo.
“Esse programa de perfuração de poços do Governo do Estado complementa outros programas como Água Doce, Água Para Todos, programas de abastecimento na zona rural feitos pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Projeto Cooperar, ou seja, o Estado tem uma série de ações de enfrentamento da situação de falta d’água. Realizamos diversas parcerias com as prefeituras que se encarregam de instalar os poços e o Governo faz a parte mais complexa, que é a locação, perfuração e teste de vazão dos poços com análise físico-química das águas”, destacou.
Neste ano houve perfuração nos municípios de Alagoa Nova, Tenório, Campina Grande, Bananeiras, Mãe D’Água, Alcantil, Patos, Queimadas, Aroeiras, Cabaceiras, Emas, Logradouro, Fagundes, Santa Cecília, Coremas, Zabelê, Juarez Távora, Riacho de Santo Antônio, São João do Cariri, Belém do Brejo do Cruz, Amparo, São João do Cariri, Ingá, São domingos, Itatuba, Nova Palmeira, Caturité, Puxinanã, Lagoa Seca, Natuba, Riacho do Poço, Guarabira, Caiçara, Catolé do Rocha, Juazeirinho e Serra Branca.
A perfuração e instalação de poços ficam a cargo da DRMH. Marcelo Falcão, diretor do órgão, ressalta que para este ano está programada a perfuração de cerca de 300 poços. “A DRMH vai investir todos os esforços para continuar o trabalho de perfuração de poços. Vamos colocar todas as equipes em campo para otimizar as demandas dos municípios que ainda sofrem com o problema da seca”, ressaltou Marcelo.

Para minimizar os efeitos da estiagem nas cidades que estão com quadro de emergência pela ausência das chuvas, o Governo do Estado já investiu, desde 2011, R$14 milhões na perfuração de 2.060 poços beneficiando em média 39 mil pessoas.
Há cidade que são perfurados, em média, cinco poços a exemplo de Serra Branca, no Cariri, onde as máquinas estão trabalhando na perfuração de seis poços só neste ano, como explica Deusdete Queiroga. “Em Serra Branca, o Governo Estado instalou equipamentos para bombeamento em cinco poços e perfurou mais seis”, explicou.
Estrutura de Trabalho – Atualmente três conjuntos de perfuratrizes estão atuando na perfuração dos poços. As equipes são formadas por um sondador e dois auxiliares de perfuração. Segundo os estudos históricos da DRMH, a média de profundidade dessas estruturas é de 50 metros e as instalações buscam aproveitar o volume máximo de água existente nas fraturas das rochas.
Curta a fanpage do Araruna Online no Facebook e receba as últimas notícias

Leia mais em:

 » Galeria de Fotos
 


Fonte: www.ararunaonline.com.br  

 » Notícias Relacionadas

  21-09-2018 Estado realiza perfuração de poços em diversas regiões.
  21-09-2018 Militares brasileiros fazem perfuração de poços de água na Guiana.
  21-09-2018 Abastecimento de água em cidades de AL na seca deve custar R$ 2,3 milhões por mês.
  21-09-2018 Compesa paralisa abastecimento de água em Caruaru, Agrestina e Cachoeirinha.
  18-09-2018 Após um mês sem água, MPF pede que aldeias recebam água em caminhões-pipa.
  18-09-2018 Um ano após crise hídrica, Viçosa e Ubá não têm previsão de racionamento de água em 2018.

 

Parceiros


Publicidade