Notícias   



Semae perfura 9º poço profundo no Aquífero Guarani

Aumentar o texto: A- | A+
O poço, com uma profundidade prevista de 1.050 metros, vai produzir 250 mil litros de água por hora, o suficiente para atender uma população de até 20 mil pessoas

O prefeito Edinho Araújo e o superintendente do Semae, Nicanor Batista Jr., assinaram, na tarde desta terça-feira, 8, a ordem de serviço para a perfuração e instalação de um novo poço profundo no Aquífero Guarani, localizado no bairro Residencial Palestra, região Norte de Rio Preto. O poço, com uma profundidade prevista de 1.050 metros, vai produzir 250 mil litros de água por hora, o suficiente para atender uma população de até 20 mil pessoas.

O valor do contrato é de R$ 2,6 milhões. A Vodaoil Serviços de Petróleo LTDA., empresa que irá executar a obra, tem um prazo de 160 dias para concluir o serviço. É o 9º poço no Aquífero Guarani, no município de Rio Preto. Além do Guarani, responsável hoje por 25% da água tratada do município, o abastecimento na cidade conta com 351 poços no Aquífero Bauru (que representa 50% do total de água) e com o captado na Represa Municipal (25%).

A perfuração é necessária para suprir a demanda de fornecimento de água, principalmente na região Norte da cidade. Atualmente, são produzidos em Rio Preto 3,9 milhões de metros cúbicos (m³) de água tratada. A quantidade é suficiente para abastecer os 450 mil moradores de Rio Preto e a população flutuante da cidade, totalizando um número aproximado de 500 mil habitantes. “Estamos pensando no futuro. A Fundação Seade projeta 466 mil moradores em 2030. Com a população flutuante deveremos chegar a 550 mil pessoas. Precisamos nos preparar para atender essa demanda”, declarou Nicanor Batista.

O Semae também irá perfurar outros dois poços, no Aquífero Guarani, com capacidade média de produção de 250m3 por hora, cada, sendo um deles na Zona Leste (entre os Damhas e Guapiaçu) e outro, na Zona Sul (atrás do Shopping Iguatemi). A produção dos três poços irá abastecer mais 50 mil habitantes aproximadamente. A medida está prevista no Plano Diretor de Água e Esgoto do Semae. O último poço perfurado no Guarani em Rio Preto foi em 1996, no Cristo Rei, com uma vazão de 350 m³ por hora.

A perfuração dos novos poços é considerada provisória, já que a retirada de água do Aquífero Guarani é extrativista. A solução definitiva é buscar água no rio Grande. O projeto executivo já foi licitado, contratado e está sendo executado, desde fevereiro, empresa Estática Engenharia Ltda..

Dados sobre o abastecimento de água em Rio Preto

· 3,9 milhões de metros cúbicos (m³) é a quantidade de água tratada pelo Semae por mês

· 25% vêm da ETA

· 50% do aquífero Bauru (351 poços)

· 25% do aquífero Guarani (8 poços)

Novo poço

· 250 m³ de água por hora serão gerados a partir do novo poço, que será na zona Norte (perto do residencial Palestra). O suficiente para abastecer uma população de até 20 mil habitantes

Previsão de mais dois poços no aquífero Guarani

· 1 na zona Leste (entre os Damhas e Guapiaçu)

· 1 na zona Sul (atrás do Iguatemi)

Outros poços no Aquífero

· ETA, Penha, Urano, Borá, Solo Sagrado, Alto Alegre, Santo Antônio e Cristo Rei

Leia mais em:

 » Galeria de Fotos
 


Fonte: www.diariodaregiao.com.br  

 » Notícias Relacionadas

  21-09-2018 Estado realiza perfuração de poços em diversas regiões.
  21-09-2018 Militares brasileiros fazem perfuração de poços de água na Guiana.
  21-09-2018 Abastecimento de água em cidades de AL na seca deve custar R$ 2,3 milhões por mês.
  21-09-2018 Compesa paralisa abastecimento de água em Caruaru, Agrestina e Cachoeirinha.
  18-09-2018 Após um mês sem água, MPF pede que aldeias recebam água em caminhões-pipa.
  18-09-2018 Um ano após crise hídrica, Viçosa e Ubá não têm previsão de racionamento de água em 2018.

 

Parceiros


Publicidade